top of page
  • Foto do escritorLuciana Vanini

Orientação Profissional - Entrevista para o Jornal de Piracicaba

Muitos estudantes têm dúvida sobre qual profissão seguir. Por que esse momento se torna tão complicado?

Considero que a escolha de uma profissão é sempre um processo delicado e complexo, por envolver sonhos, investimento e expectativa de retorno da dedicação durante muito tempo. Quando pensamos na primeira escolha, a pressão exercida sobre o jovem se torna maior por conta do vestibular, da concorrência com demais estudantes e em alguns casos para atender às expectativas dos pais. Só aí já teríamos bons motivos para fazer desse um momento complicado.

Além desses fatores, percebo que existe um mito, que se escolhe a profissão apenas uma vez na vida, que a escolha que o estudante fizer governará toda sua trajetória profissional. Essa realidade tem mudado com o tempo, vejo o dentista que se tornou um publicitário, o veterinário que vira administrador de empresas, o publicitário que vira piloto, dentre outras histórias de sucesso. Tirar esse peso de que a primeira escolha é para sempre, pode dar ao estudante a liberdade para escolher aquilo que tem maior identificação e é para isso que existe o processo de Orientação Profissional.

Não podemos deixar de considerar que quando a escolha é malfeita e o estudante só se dá conta disso após ter ingressado na faculdade, infelizmente todos perdem. A faculdade perde pois contratou professores e dispôs de uma estrutura considerando um número de alunos na sala de aula que não finalizarão o curso, há perdas financeiras quanto ao pagamento de mensalidades ou custo para se manter na universidade e o mais importante, o estudante perde seu tempo e talvez precisará prorrogar alguns de seus objetivos.

Por esses motivos, dedicar tempo e atenção para esse processo de escolha é muito importante.


Fazer um teste vocacional ajuda? Por que?

No passado, os famosos testes vocacionais eram conhecidos por medir aptidões e interesses, e cumpriam o papel de identificar em qual profissão o estudante se encaixaria. Esse processo tem evoluído com o tempo, novas ferramentas foram desenvolvidas e o estudante, nessa nova proposta, participa ativamente do processo de construção dessa escolha, que chamamos de Orientação Profissional, que passou a ser mais assertivo.

A Orientação Profissional ajuda no processo de escolha e cumpre três objetivos principais que são desenvolver o autoconhecimento, o conhecimento da realidade profissional e apoiar o estudante na tomada de decisão.

Esse processo se torna importante, pois nem todo estudante está maduro para uma escolha consciente, muitas vezes por não se conhecer, por não conhecer a fundo as profissões de seu interesse ou até mesmo por nunca ter tido contato com a escolha de coisas relevantes em sua vida até o momento.


O que os estudantes devem levar em consideração na hora de escolher uma carreira? Que dicas você dá para quem está nessa situação? Como escolher?

Em primeiro lugar o estudante deve investir no seu autoconhecimento, pra isso deve buscar descobrir aquilo que gosta de fazer (interesses) e aquilo que tem facilidade para fazer (habilidades).

Sugiro também que analise uma lista com todas as profissões existentes, selecionando aquelas que possui algum interesse para aprofundar seu conhecimento sobre elas.

Após ter selecionado as profissões de maior interesse, identificar aquelas que requerem as habilidades e interesses que o estudante considera ter. Dessa forma, já terá descartado uma quantidade grande de profissões e terá apenas as que mais tem interesse e habilidade.

Outros fatores devem ser considerados na analise como o retorno e reconhecimento que a futura profissão pode gerar e se estão compatíveis com sua expectativa, se o estudante terá condições de cursar a faculdade de seu interesse, se possui alguma limitação seja física, relacionada à crenças ou valores para o exercício da profissão, entre outros critérios.

Identificar interesses e habilidades, levantar informações relevantes sobre profissões, estabelecer critérios de escolha e combinar esses fatores são etapas fundamentais para o processo de uma boa escolha.

Não podemos deixar de considerar que escolher, nada mais é do que tomar uma decisão, ou seja, se o estudante não está preparado para manipular as variáveis envolvidas no processo de escolha, poderá através da Orientação Profissional adquirir essas habilidades e um profissional capacitado poderá contribuir com esse processo.

Minha última dica é não deixar para escolher na última hora, o quanto antes iniciar esse processo, mais seguro estará que reuniu as informações necessárias para uma escolha consciente.

“Escolha um trabalho que você ame e não terás que trabalhar um único dia em sua vida.” Confúcio


30 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page